enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

11/07/2018 11:59h - Atualizado em 11/07/2018 12:03h

Plenário derruba parecer e projeto segue tramitando

Por Assessoria de Comunicação da Câmara de Passos
Câmara Municipal de Passos-Mg
Câmara Municipal de Passos-Mg

 

O projeto de lei 059/2018, enviado pelo Executivo que “Cria cargo de provimento efetivo e acresce vagas na Parte Permanente de Quadro de Pessoal da Prefeitura de Passos”, vai continuar tramitando na Câmara Municipal de Passos. Em votação na segunda-feira (9 de julho) o plenário  por 6 votos a 5 derrubou parecer da Comissão de Legislação, Constituição e Justiça, que era contrário ao projeto.

O parecer foi colocado em votação em reunião extraordinária, realizada logo após o término da ordinária. Votaram pela derrubada do parecer os vereadores Alex Bueno (PSD), Téo Lemos (PSD), Dr. Rodrigo Barreto (PSD), Rodrigo Maia (PP) e Dona Cida (PT). Votaram favoráveis Aline Macedo (PR), Erick Silveira (MDB), Joao Serapião (PR), Raimundo Leandro (PR) e Iran Parreira (MDB). Com o empate de 5 a 5,  a presidente da Casa, Isabel Ribeiro (Belinha/PP), utilizou do voto minerva, votando pela rejeição.

Cinco outros projetos foram aprovados. De autoria do vereador João Serapião (PR), foi aprovado em segundo turno projeto que “dispõe sobre o direito de toda mulher à investigação e ao tratamento da trombofilia”. De autoria do vereador Téo Lemos (PSD), projeto que “dispõe sobre a oferta do exame de PSA e toque retal para homens com idade igual ou superior a 45 anos”.

De autoria do vereador Rodrigo Maia (PP) foram aprovadas proposições que dão nome de “coronel Raimundo de Freitas” à atual avenida Unimed e de “Oscar Cãndido Monteiro” à atual rua Amarantos, ambas localizadas no loteamento Mirante do Vale. Outro projeto aprovado, de autoria da mesa diretora, alterou a lei 2.555, prevendo a adoção de ponto eletrônico para os servidores do Poder Legislativo.

Foram aprovados seis requerimentos de autoria dos vereadores Aline Macedo (PR) e João Serapião (PR).