enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

19/03/2019 17:52h - Atualizado em 19/03/2019 17:56h

Servidores municipais tem reajuste; reposição para agentes políticos e vereadores

Por Ascom Câmara Passos

Os servidores municipais vão ter os salários reajustados em 4% retroativo ao mês de janeiro (data-base da categoria), conforme projeto aprovado na segunda-feira (18 de março) pela Câmara Municipal de Passos. Os vereadores realizaram duas extraordinárias no final da tarde para apreciação da matéria.

O projeto enviado pelo Executivo estipula os índices em 3,75% relativo à correção da inflação mais 0,25% de ganho real. Os servidores da Câmara Municipal vão receber os mesmos índices, conforme projeto de lei da mesa diretora aprovado também pelo plenário. Já os vereadores, através de projeto de resolução apresentado pela mesa, terão os subsídios majorados em 3,75%.

Segundo do projeto do Executivo, o índice de 3,75% correspondente a perda inflacionária vai ser usado para corrigir os subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais.

Ordinária

Oito requerimentos foram aprovados na 7ª reunião ordinária, realizada na tarde de 18 de março, de autoria dos vereadores dr. Rodrigo Barreto (PSD), Isabel Ribeiro (Belinha/PP), Téo Lemos (PSD) e Aline Macedo (PR).

Em primeiro turno, o plenário aprovou projeto de lei do vereador dr. Rodrigo Barreto, que declara de utilidade pública a Associação Instituição de Amparo ao Próximo (IAP).

Opinião

Os projetos de leis que reajustam os vencimentos dos servidores do executivo e do legislativo tinham mesmo que ser aprovado. Afinal são eles , os servidores – que fazem o trabalho árduo de atender a comunidade  e nem de longe a maioria chega de perto do que recebem secretários, prefeito e vice prefeito e ainda tem alguns mais chegados que se beneficiam de hora extras nem sempre realizadas, como já denunciado na câmara.

Na verdade vereadores, prefeito, vice e secretários não deviam nem ter recomposição da inflação. Nesse sentido, João Serapião e Dona Cida mostraram sensibilidade com as dificuldades do povo e votaram contra essa recomposição inflacionária. Ponto para eles. A vereadora Isabel Ribeiro se absteve. Há matérias votadas na câmara que até justificam a abstenção, mas nesse caso foi só uma ação medrosa, como Poncio Pilatos, lavou as mãos e não quis tomar posição.(CAA)