enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

27/05/2019 09:19h - Atualizado em 27/05/2019 09:23h

Sem definição de edital; Cisne colocar funcionários sob aviso prévio

Por Maria Alice, com Carlos Alberto Alves
Viação Cisne coloca funcionários sob aviso prévio
Viação Cisne coloca funcionários sob aviso prévio

 

Os trabalhadores da Cisne, que faz o  transporte coletivo urbano de Passos, estão de avisos prévios. Acontece que a empresa tem seu contrato em vigor até meados de junho e ate agora a pregeitura não deu qualquer sinal de que tem solução para o problema. Diante de disso a viação pôs seus funcionários de aviso prévio. Aliás,  transporte público em Passos é uma questão que levanta diversos questionamentos e reclamações há bastante tempo, preço alto, atrasos e falta de qualidade dos ônibus e pontos são as principais reclamações dos usuários. A expectativa é que essa situação esteja prestes a mudar com o vencimento da licitação da empresa cisne, que vence em junho desse ano.

Segundo Rossini Denubila Maia, diretor de Transporte Público  as melhorias e possibilidades estão sendo analisadas visando a segurança e conforto dos usuários, é só será possível dar uma posição clara quando tudo isso for finalizado. Rossini não deu nenhuma posição quanto a edital para contratação de empresa, de conformidade com a legislação. Desconfia-se que pode ser uma estratégia da prefeitura para prorrogar o prazo  com a Cisne, já que não tendo edital, outra empresa não poderia ocupar o lggar da atual; A não ser que a atual não queira e administração use do artificio de contratação emergencial e coloque outra empresa para prestar o serviço.

Apesar do grande número de reclamações, algumas pessoas acreditam que o problema não é tão grande assim, uma senhora que preferiu não se identificar afirma que "o povo é muito linguarudo e reclama demais" para ela, os ônibus são bons, os motoristas educados e o preço condizem com o que é oferecido. Já Sr Leônidas, de 70 anos está entre as pessoas que não estão satisfeitas, para ele é inadmissível que uma cidade como Passos tenha ônibus tão precários, um terminal pequeno e sem infraestrutura, além de poucos pontos de ônibus e atrasos em muitos bairros "os ônibus tem uma porta só, isso é antigo e não tem segurança, imagina se tem um incêndio na frente? Além disso, as pessoas obesas e cadeirantes sofrem muito com a falta de acessibilidade e espaço nos ônibus", afirma.

Na Câmara, uma representante que mais levanta essa pauta é a vereadora Dona Cida. Em entrevista, a vereadora fala sobre a tristeza em ver uma cidade que se desenvolve com um transporte público que não acompanha esse crescimento. "Eu paro no terminal da praça para ouvir as pessoas, e só ouço reclamações, está sendo negado o direito de uma mobilidade urbana de qualidade". Outra questão que ela levanta é sobre isso ser uma falta de respeito com quem precisa e depende desse transporte, segundo ela, em alguns bairros as pessoas precisam andar até 15 minutos para chegar em alguns pontos. "Queremos um transporte público de qualidade, e isso precisa ser decidido junto com o povo, com audiência pública e participação popular, não queremos tirar a empresa, queremos um transporte com segurança e modernidade, da forma que nós merecemos". A vereadora afirma que estará sempre ao lado da população nessa questão e que não podemos mais aceitar esse desrespeito.