enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

04/06/2019 10:10h - Atualizado em 04/06/2019 10:21h

Estado oferece cursos gratuitos de direitos humanos

Capacitação a distância aborda temas como direito da mulher, criança e adolescente

Por SEGOV - Governo de Minas

Está disponível o calendário/2019 dos cursos oferecidos pela Subsecretaria de Direitos Humanos, da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese). A capacitação é gratuita e a distância. Podem se inscrever gestores públicos estaduais e municipais, profissionais das áreas de Assistência Social e Psicologia, estudantes universitários e sociedade civil em geral.


As temáticas são diversificadas, abordando, por exemplo, o direito da pessoa idosa, da criança e do adolescente, da mulher, dos cidadãos, da pessoa deficiente, direito étnico e racial e comunidades tradicionais. Cada curso tem carga horária de 60 horas e é divido em quatro módulos.

O calendário está disponível no endereço eletrônico www.direitoshumanos.mg.gov.br/pagina/programas-e-servicos/cursos-e-capacitacoes. As inscrições são abertas mensalmente para cada tema específico.


Conteúdo diferenciado


Os cursos são realizados pela plataforma on-line, por meio da Escola de Formação em Direitos Humanos (EFDH), que propõe uma formação continuada e já capacitou cerca de 6 mil pessoas em todo estado.


A bibliotecária Maria das Graças de Paula, de Belo Horizonte, recebeu a certificação. Ela, que escolheu a temática “Cidadão em Situação de Rua”, ficou impressionada com o conteúdo e suporte técnico do curso. “O material é bem embasado e esclarecedor, contendo livros e legislações nacionais e internacionais sobre direitos humanos e o tema estudado. Tudo isso está lá disponível e gratuitamente”, enfatiza.


A plataforma também ajudou o professor Alan Gustavo Aquino, de Montes Claros, no Norte de Minas, a aumentar os conhecimentos sobre “Direitos Étnicos e Raciais”. Ele faz questão de compartilhar a experiência: “A capacitação me deu embasamento técnico para lidar com questões do dia a dia do trabalho e ampliou o meu olhar sobre as populações ribeirinhas e quilombolas “, disse.


O professor destaca o fato de a ferramenta de ensino possibilitar o acesso, de quem mora em cidades distantes, a um conteúdo diferenciado. Alan cita a qualidade do material, as vídeo-aulas com especialistas da área, além das reflexões que são feitas nos grupos de discussão.


Impacto nas políticas públicas


Segundo a diretora de Política de Promoção em Direitos Humanos, Luisa De-Lazzari, os cursos   visam, principalmente, a formação do público do interior do estado. “Pela trajetória da educação em direitos humanos em Minas, observou-se que a oferta ficava localizada na Região Metropolitana. Então a plataforma on-line permite a ampliação para o interior”, observa De-Lazzari.


O subsecretário de Direitos Humanos, Tiago Horta, ressalta o compromisso do Estado em promover e consolidar a política de educação em direitos humanos em Minas Gerais. “Com a capacitação dos diversos profissionais que atuam na área de direitos humanos, servidores públicos e sociedade civil, a subsecretaria espera impactar, na prática, as políticas públicas dos municípios das diversas regiões mineiras “pontua.