enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

16/11/2012 08:21h - Atualizado em 16/11/2012 08:54h

SANTA CASA DE PASSOS RECEBE CREDENCIAMENTO PARA ATENDER SAMU

Por Ascom-Deputado Cássio Soares

 

Ascom-Cássio Soares
Ascom-Cássio Soares

A Santa Casa de Passos recebe nesta semana o credenciamento para ser referência regional no serviço de urgência e emergência em três especialidades médicas. A medida visa o atendimento em toda a região, que será intensificado com o início de operação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que será colocado em funcionamento no primeiro quadrimestre de 2013. O anúncio foi feito na tarde de ontem pelo secretário de Desenvolvimento Social, deputado estadual Cássio Soares, que se reuniu com o secretário de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques.

Segundo Cássio Soares, a partir do próximo mês, a Santa Casa de Passos passa a ser referência em neurologia (Acidente Vascular Cerebral), traumatologia e cardiologia. Essa é uma solicitação antiga do hospital que se concretizou após reunião no dia 25 de julho com uma comitiva de Passos, com o Secretário de Estado de Governo, Danilo de Castro, e o subsecretário de Saúde, Breno Henrique Simões, em reunião agendada por Cássio.

O credenciamento era imprescindível para que o atendimento de urgência e emergência oferecido na Santa Casa, pelo SUS, fosse completo. Atualmente, 35% do atendimento de emergência são cardiovasculares. Segundo Daniel Porto a participação do deputado Cássio Soares no pedido foi imprescindível. Além do credenciamento para atendimento normal, o hospital fará adequações para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que será implantado pelo Estado entre fevereiro e maio do próximo ano, abrangendo toda a região sul do Estado. A referência de Passos atende a um universo de 800 mil habitantes. Para o atendimento, o hospital irá receber do Estado a quantia de R$ 6 milhões ao ano. “Se a União (Governo Federal) também reconhecer o atendimento do hospital, pode receber também recursos federais”, afirmou Antônio Jorge a Cássio Soares.

Para o diretor administrativo do hospital, Daniel Porto, o credenciamento significa uma redução da taxa de mortalidade e taxa de morbidade (recuperação sem sequelas) nos pacientes com traumas, já que a Santa Casa será adequada para esse tipo de atendimento. “Apesar de ser um serviço que fazemos há muitos anos, que possui uma estrutura diferenciada em comparação a outros hospitais no Estado, o peso da responsabilidade é muito grande. O sentimento é dúbio, mas estamos satisfeitos porque entendemos como um reconhecimento de toda estrutura que preparamos para o bom atendimento da comunidade”, garantiu.

Samu

O atendimento do Samu vai ser realidade já no início de 2013. De acordo com o secretário de saúde, o serviço será administrado pelo Governo do Estado, através do Consórcio Intermunicipal de Saúde para Gerenciamento dos Serviços de Atendimento de Urgência e Emergência do Sul de Minas (CISGEM), já criado em Varginha e que administrará todos os serviços na macrorregião, um universo de 3 milhões de habitantes.

Em Passos, serão montadas duas bases descentralizadas: a Unidade de Suporte Básico (USB) e a Unidade de Suporte Avançado (USA). Para o atendimento, a Santa Casa de Passos vai passar por algumas estruturações. Depois de trabalhar a área física e adequação leitos, virá uma estruturação de modernização da área tecnológica. “Temos o planejamento de uma estrutura bem próxima do adequado ou ideal”, garante Daniel.

 

Segundo o diretor, desde o início o deputado Cássio tem uma participação importante no acompanhamento e apoio para que esse credenciamento se tornasse realidade. “O trabalho dele na articulação contribuiu não para que a Santa Casa fosse beneficiada, mas para que a população tivesse esse atendimento”, afirma Daniel Porto. Para Cássio Soares, o atendimento adequado à comunidade é a maior busca de seu mandato. “Esse credenciamento vem coroar nossa luta em prol da população de Passos e de toda a região”.

 

A comitiva que esteve em Belo Horizonte há quatro meses com a reivindicação era liderada pelo provedor da Santa Casa, Vivaldo Soares Neto, pelo presidente da Irmandade, Walter Alvarenga de Oliveira, e pelo Diretor Executivo, Daniel Porto Soares, além do membro da Irmandade, Murilo Coelho, Celina Dicini, representante do Lions Clube, Mauro Miarelli, da Apicon, Carlos Parreira, diretor do Jornal Folha da Manhã, Raul Silveira, diretor da Talento, Marisa Lauria, presidente Acip e Fábio Kallas, presidente do Conselho Curador da Fesp.